google58f7363722c802d5.html google0518e1b48949e8e4.html

Especial Setembro Azul: O esporte como ferramenta de inclusão



O mês de setembro é marcado pela luta da comunidade surda pela conscientização sobre acessibilidade e reconhecimento. Infelizmente todos os dias os surdos passam por situações de exclusão e preconceito, sendo tratados como se fossem invisíveis. Por isso há um esforço constante na busca por mais escolas bilíngues, por mais projetos que apoiem e auxiliem os surdos no seu dia a dia e que busquem incluí-los em diferentes atividades.


Nesse campo, o esporte se destaca como uma das melhores maneiras de inclusão social. Desde o surgimento das associações de surdos, ainda na década de cinquenta, onde os associados podiam praticar diferentes modalidades esportivas, se reunir e interagir com ouvintes, o esporte tem se mostrado como uma importante ferramenta de união e inclusão.


No Brasil, o esporte para pessoas com deficiência auditiva teve sua popularização com a realização da "I Olimpíada Nacional dos Surdos", em 1957, por iniciativa do Instituto Nacional de Educação de Surdos. Neste evento participaram atletas das Associações de Surdos do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais e foram disputadas as seguintes modalidades: futebol, atletismo, voleibol e ginástica rítmica.


Quem representa oficialmente o esporte dos surdos no Brasil é a Confederação Brasileira de Desportos dos Surdos, já que eles não estão ligados ao Comitê Paraolímpico Brasileiro por terem condições de competirem sem equipamentos específicos ou condições especiais.

Por esse motivo, até mesmo as competições internacionais são diferentes.


O surdos têm as próprias Olimpíadas, chamadas de Surdolimpíadas e que acontecem desde 1924 e que conta com 20 modalidades diferentes como karatê, wrestling, boliche e corrida de orientação que é um esporte onde o atleta precisa cumprir um percurso em uma área natural tendo apenas mapas e bússolas como referência. Esses esportes não estão nem nas Olimpíadas nem nas Paraolimpíadas.


Mas afinal, quais são os esportes que os surdos podem praticar? Praticamente qualquer modalidade esportiva pode ser praticada por surdos, desde que sejam esportes que não dependam da orientação através do som. Dessa forma, surdos podem praticar natação, futebol, vôlei, qualquer tipo de arte marcial, ciclismo. E o melhor de tudo é que os surdos podem praticar esportes com os falantes, desde que alguém da equipe ou da escola auxilie na comunicação.


Por esse motivo é de extrema importância o conhecimento da Língua Brasileira de Sinais por parte de professores e outros profissionais da educação física.

3 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
#CRETL
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

Gostaria de matricular-se?

Gostaria de Publicar Artigo?

FALE CONOSCO

Centro de Referência Esportiva Três Lagoas

E-Mail: secretaria@cretreslagoas.org

Fone/whatsapp: (067) 99866-6357

Av. Odair Rosa de Oliveira - Jardim Bela Vista,

Três Lagoas - MS, 79600-090