google58f7363722c802d5.html google0518e1b48949e8e4.html Setembro Azul é o mês da visibilidade da Comunidade Surda

Setembro Azul é o mês da visibilidade da Comunidade Surda

Uma ação que traz conscientização e homenagens a essa população.

Por que setembro?


A escolha do mês de setembro é repleta de significados na cultura e história nacional e internacional. Neste mês temos alguns marcos históricos para a Comunidade Surda que merecem ser lembrados e homenageados. Sendo assim, diversos eventos são promovidos no mês de setembro para uma maior conscientização sobre a Comunidade Surda e também para comemorar as conquistas obtidas por essas pessoas ao longo dos anos.


Dia 10 – Dia Mundial da Língua de Sinais


No dia 10 de setembro é comemorado o Dia Mundial da Língua de Sinais, uma data que visa promover o respeito e a valorização da Língua de Sinais nos mais diversos países. A data foi escolhida com o intuito de lembrar do dia 10 de setembro de 1880, quando em um congresso sobre surdez em Milão proibiu o uso das línguas de sinais no mundo. A proibição baseava-se na crença de que a leitura labial seria a melhor forma de comunicação para os surdos. Os surdos viram-se então obrigados a se adaptarem às línguas orais, mesmo que isso não os tenha impedido de continuar a usar as línguas de sinais. Com o passar do tempo a resistência das línguas de sinais tornaram impraticável a proibição e pouco a pouco as línguas de sinais voltaram a ser aceitas no mundo todo.


Dia 26 – Dia Nacional dos Surdos 4


No dia 26 de setembro de 1857 a Comunidade Surda teve uma grande vitória: a criação da primeira Escola de Surdos no Brasil. Atualmente conhecido como INES (Instituto Nacional de Educação de Surdos) 4, a escola fica na cidade do Rio de Janeiro e propicia ensino especializado para crianças surdas até hoje. A data foi então escolhida para homenagear a Comunidade Surda no território brasileiro e oficializada através do decreto de lei nº 11.796 4, em 29 de outubro de 2008.


Dia 30 – Dia internacional do Surdo


A data do Dia Internacional do Surdo também foi escolhida para relembrar o fatídico Congresso de Milão que proibiu o uso das línguas de sinais no mundo. É um dia para relembrar as lutas ao longo dos anos e comemorar as conquistas alcançadas pela Comunidade Surda no mundo inteiro.


Por que azul?


A cor azul possui um significado que para muitos pode ser triste, mas também pode ser encarada como um símbolo de orgulho e resistência da Comunidade Surda. A simbologia vem da Segunda Guerra Mundial quando, durante a tentativa dos nazistas de livrar o mundo daqueles considerados “inferiores”, todas as pessoas com deficiência eram identificadas por uma faixa azul no braço — o que incluía a população surda. Essas pessoas eram então encaminhadas a instituições na Alemanha e Áustria, onde eram executadas. O programa responsável pela morte de cerca de 20.000 pessoas deficientes entre 1940 e 1945 era denominado T-4, ou Eutanásia.


Décadas depois, em 1999, a fita azul voltou a ser usada pela Comunidade Surda, mas agora como um símbolo do orgulho de ser surdo e fazer parte de uma população com uma história riquíssima. No XIII Congresso Mundial da Federação Mundial de Surdos sediado na Austrália, a Cerimônia da Fita Azul (Blue Ribbon Ceremony) teve lugar.


A Cerimônia foi uma lembrança e uma homenagem aos surdos vítimas de opressão, e também a primeira vez que a fita azul foi utilizada com orgulho. O Dr. Paddy Ladd, também surdo, foi quem iniciou a prática do uso da fita azul como símbolo do movimento.


Qual nosso papel no mês dos surdos?


A luta pela inclusão e visibilidade da comunidade surda é representada pelo Setembro Azul, mas é também uma prática diária. Todos os dias pessoas surdas sofrem preconceito e exclusão por parte daqueles que não compreendem o que significa ser surdo. 


Participar ativamente da luta por respeito e inclusão para essa população não precisa ocorrer somente em manifestações organizadas no mês de setembro. É possível fazer um pouco a cada dia. Aprender a se comunicar através da Libras e repassar esse conhecimento é uma delas (visto que nem todas as pessoas surdas são alfabetizadas em Língua Portuguesa, e que uma parcela imensa de nossa população não conhece a segunda língua oficial do país). Procurar grupos e organizações que promovem a inclusão dessa comunidade é outra forma de fazer parte dessa luta, além de conscientizar as pessoas ao nosso redor a respeito dessas questões.


Todos podemos participar desta luta de forma ativa, reduzindo cada vez mais as barreiras que nos afastam da riquíssima cultura da Comunidade Surda. Por que não aproveitar o Setembro Azul para iniciar o apoio a essa causa?

O Centro de Referência Esportiva Três Lagoas apoia essa causa, a inclusão é a melhor forma de combater todas as formas de preconceito: O real deficiente não é aquele que não ouve, mas aquele que se recusa a escutar e compreender o próximo.

O Centro de Referência Esportiva Três Lagoas oferece aulas de esportes inclusivos e adaptados para todas as pessoas com ou sem deficiência em todas as modalidades ofertadas - Vem jogar!! #VemProCRETL


Fontes: http://www.libras.com.br/setembro-azul

http://setembroazul.com.br/associa%c3%a7%c3%a3o-de-surdos.htmlhttp://blog.handtalk.me/setembro-azul-mes-dos-surdos/

..

Centro de Referência Esportiva Três Lagoas - CRETL

Patrocínio: Petrobras

Apoio: Prefeitura Municipal de Três Lagoas

ANDI - Comunicação e Direitos

Rede Nacional Primeira Infância

FUNDESPORTE

UFMS - Universidade Federal do Mato Grosso do Sul

Realização: CINTERCOOP 

3 visualizações

realização:

apoio:

patrocínio:

logo-patria-amada-brasil-horizontal_vert
#CRETL
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

Centro de Referência Esportiva Três Lagoas

E-Mail: secretaria@cretreslagoas.org

Fone/whatsapp: (067) 99866-6357

Av. Odair Rosa de Oliveira - Jardim Bela Vista,

Três Lagoas - MS, 79600-090

Gostaria de matricular-se?

Gostaria de publicar um artigo?

Fale Conosco!